Navegando pelos diversos saberes de um rio

Navegando pelos diversos saberes de um rio

Apresentar o registro completo

Título: Navegando pelos diversos saberes de um rio
Autor: LACERDA, Marcela Guimarães; SILVA, Bernardo Rondinelle Ramos; NEMÉSIO, Felipe Alves; BOTELHO, Isadora Vidal; BRUNO, Jorge Albertini; BIZZOTTO, Lídia Mascarenhas; FRANCO, Mel Brandão e; ALBERTO, Nino Libânio; ABREU, Rosa Dornas Mooren de; DINIZ, Theodoro Alves; CABRAL, Yannick Yoran Osorio
Resumo: Os estudantes do 6º ano da Espaço Escola - Coopen-BH, no primeiro trimestre do ano de 2013, com o objetivo de produzir um trabalho para apresentação na XIV UFMG Jovem, cujo objeto central deste ano é a Água, desenvolveram, nas disciplinas Ciências, Geografia, História, Português, Artes e Literatura, estudos envolvendo o tema geral da vida nas proximidades dos rios, as relações que são estabelecidas com eles e suas consequências. A dinâmica de escolha dos temas específicos que cada disciplina iria abordar se inseriu na proposta geral da escola que é aquela do desenvolvimento de um currículo flexível por meio de projetos de aprendizagem. O tema de estudo é definido com a participação dos estudantes e a mediação do professor. Os eixos temáticos dos Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental são referências deste processo. As questões norteadoras do Projeto “Vida e cultura nas margens dos rios” levaram à elaboração dos seguintes objetivos desdobrados em ações nas disciplinas Ciências, Geografia, História, Português, Artes e Literatura: 1. Estudar o trecho mineiro do Rio São Francisco, refletindo sobre a importância da água para a sobrevivência de qualquer ser vivo e principalmente para aqueles que tiram seu sustento diretamente do rio. 2. Refletir sobre o significado da canalização dos córregos e rios de Belo Horizonte entendendo como estes espaços poderiam ser parte das nossas vidas. 3. Investigar as principais características (localização, clima, vegetação e outras) dos rios São Francisco, Amazonas e Nilo, comparando-as entre si e refletindo sobre suas condições. 4. Pesquisar sobre as grandes construções que são realizadas nos rios, como por exemplo: canalizações urbanas, transposições e hidrelétricas, buscando compreender os objetivos e os problemas gerados por tais construções. 5. Conhecer textos poéticos de Manoel de Barros, assim como obras das artes plásticas, que exploram a relação simbólica do ser humano com a água. O projeto culminará com a produção de uma Instalação integrando as produções dessas ações interdisciplinares. A instalação conterá cartazes com as principais informações, uma produção tridimensional relativa às grandes construções e à canalização dos rios, cartas escritas pelos estudantes para mostrar o quanto a preservação do Rio São Francisco é responsabilidade de todos, o jornal produzido pelos estudantes, documentação fotográfica da intervenção urbana no rio Arrudas (Praça da Estação e seus arredores) realizada pelos estudantes e seus pais, poemas escritos a partir da experimentação com a poesia de Manoel de Barros, registros fotográficos das ações artísticas desenvolvidas nas aulas de arte, desenhos de animais que têm relação com rios, esculturas de argila de animais que têm relação com rios, fotografias das esculturas de argila instaladas no riacho do Parque das Mangabeiras, desenhos deste riacho e uma instalação feita no espaço do stand com canos pvc finos e joelhos, criando um complexo que interligará toda a produção interdisciplinar apresentada.
URI: http://dspaceprod02.grude.ufmg.br/dspace/handle/RDUFMG/897
Data: 2013-09-06
- - - - -

Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar
A vida e os rio ... ovem - 2013 - alterado.pdf 94.88Kb PDF Visualizar/Abrir

A seguinte licença está ssociada a este Item:

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo